domingo, 29 de outubro de 2017

Trabalho em espaços confinados- algumas características de gases perigosos


Olá! Hoje vamos falar um pouco de gases perigosos. 

Nas intervenções em espaços confinados é necessário tê-los em conta, devido à ventilação deficiente que estes locais apresentam.

Obviamente que a lista que vos vou apresentar não será exaustiva, mas já dá para terem uma ideia e sobretudo terem noção do quão importante é a preparação do trabalho de forma a minimizarmos os riscos.


Monóxido de carbono (CO)- Gás pouco solúvel em água, tóxico e extremamente inflamável, podendo formar uma mistura explosiva com o ar. Este gás é formado em combustões incompletas (exemplos :utilizações de motores, equipamentos de aquecimento a carvão/gás, hidrocarbonetos líquidos). Não tem odor, logo, para o detectar são necessários equipamentos com sensores. Sinais de alerta: tonturas, náuseas, dores de cabeça, crises de tosse entre outros (sintomas dependem de pessoa para pessoa). Já repararam em alguns parques de estacionamento fechados a existência de detectores de monóxido de carbono? Pois bem, uma medida de segurança extremamente importante e que é implementada em Portugal;

Dióxido de carbono (CO2) – gás solúvel em água, apresenta características asfixiantes na medida em que diminui a taxa de oxigénio do ar. Tem como efeito a perturbação das funções respiratória e circulatória e é um gás depressor do sistema nervoso central.
Pode-se formar aquando combustão (utilização de motores a explosão), de putrefações ( esgotos, poços), fermentações alcoólicas (cubas de vinificação, produção de cerveja…), decomposição de carbonato de cálcio em meios ácidos (por exemplo em instalações subterrâneas de terrenos calcários);

Sulfureto de hidrogénio (H2S)- gás pouco solúvel em água, muito tóxico e extremamente inflamável. Forma-se naturalmente nas fermentações anaeróbias de matéria orgânica ( exemplo clássico: alguns sistemas de tratamento de aguas são anaeróbios). Este gás representa um perigo permanente na proximidade de efluentes ricos em matéria orgânica e com pouca ventilação. Particularmente, o sulfureto de hidrogénio pode-se encontrar sob a forma hidratada, solida e passar bruscamente sob a forma gasosa. É possível de detecção pelo odor, sendo desagradável, descrito como "odor a ovos podres". é ligeiramente mais pesado do que o ar, logo terá tendencia a acumular-se no fundo de espaços pouco ventilados. Uma concentração de 0.07% é o suficiente para uma paralisia das funções respiratórias e morte.

Metano (CH4) – gás pouco solúvel em água e extremamente inflamável. Forma-se naturalmente aquando a decomposição anaeróbia de matéria orgânica. Não tem odor, ao contrário da crença popular;

Amoníaco (NH3) – gás muito solúvel em agua, tóxico, irritante e inflamável. Pode-se libertar de efluentes vindos de explorações animais.Tem um odor forte e irritante;

Cloro (Cl) – Gás pouco solúvel em água, tóxico e irritante. Não é inflamável, mas devido a ser muito reactivo quando misturado com outras substancias como por exemplo o hidrogénio, amoníaco, acetileno, pode originar explosões e incêndios. O cloro é utilizado de forma corrente no tratamento de agua potável;

Dióxido de cloro (ClO2) – Gás insolúvel em agua, tóxico, corrosivo e altamente oxidante. O dióxido de cloro pode originar explosões, incêndios devido ao seu poder de oxidação. Sendo um elemento instável, pode-se decompor e formar atmosferas explosivas em contacto com fontes de energia (raios solares, calor…) assim que a sua concentração seja superior a 10% no ar. Pode ser utilizado para tratamento de agua potável;

Ozono (O3) – Gás pouco solúvel em agua, irritante e altamente oxidante. Pode contribuir para incêndios e explosões devido às suas propriedades oxidantes. O ozono pode-se formar a partir do oxigénio atmosférico, por acção de raios ultravioleta ou de descargas eléctricas/electrostáticas. O ozono pode ser utilizado para tratamento de aguas.


Em breve vou apresentar as medidas de prevenção a tomar relativamente aos gases perigosos para intervenções em espaços confinados.

E vocês, há algum outro gás perigoso nas vossas actividades em espaços confinados?

Até à próxima!


Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...