terça-feira, 8 de outubro de 2013

As principais vantagens em implementar um Sistema de Gestão de Segurança no Trabalho

Um Sistema de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho (SGSST) tem como principal vantagem, na minha modesta opinião, a incorporação da segurança e saúde no trabalho na gestão quotidiana da organização, envolvendo todos os colaboradores.

Um facto apontado por um estudo [1] realizado há alguns anos para o IAPMEI, apontava a conclusão de que as empresas que implementaram SGSST, ou estavam em fase de o fazerem, eram mais activas na área da Segurança e Saúde no Trabalho (SST) que as restantes empresas.

Portanto, pelo menos neste aspecto a SST será mais participada, o que é positivo, a meu ver, no entanto, quais os reais ganhos para uma empresa?

Quais os argumentos que um Técnico de Segurança poderá utilizar para “convencer” a organização onde trabalha para implementar Sistema de Gestão de Segurança no Trabalho.

Se eu fosse um “patrão” e viesse um Técnico com essa conversa a minha pergunta seria: o que ganhamos com isso?
1- Eliminar e minimizar riscos para os trabalhadores. Mas o facto é que dificilmente consigo convencer alguém que só vê cifrões à frente com este argumento. Um gestor diria: então, não será necessário implementar nada, basta cumprirmos a legislação, boas práticas e este aspecto está salvaguardado.
Na verdade não está salvaguardado, pois possivelmente a organização não tem um método sistematizado para fazer isto e sem método, podemos correr o risco de não estar a par de tudo.
O que me leva ao Argumento 2
- As normas ao obrigarem o cumprimento da legislação, definem uma sistematização da avaliação da conformidade legal, prevenindo desta forma dissabores com coimas e multas associadas à SST.
3- A imagem que a empresa quer projectar, um argumento apontado sobretudo se a empresa tiver como clientes empresas já certificadas que valorizam este aspecto. O que ganha? Cliente mais satisfeito. E cliente mais satisfeito volta sempre a solicitar os nossos produtos ou serviços.
Existem alguns trabalhos que referem esta razão como realmente relevante, como por exemplo uma tese [2] onde é referido que “as empresas elegeram como maioria a razão melhoria da imagem da organização com a redução de acidentes de trabalho com 80%.”
4-Diminuição da taxa de absentismo devido a doenças profissionais e acidentes de trabalho. Mas este argumento só é aplicável se realmente conhecermos os números e estes forem elevados. Se estivermos perante uma empresa onde não existem registos de quase nada, este argumento passa ao lado do gestor.
5-A implementação de um sistema de SST obriga a existirem indicadores que poderão ser essenciais para delinear estratégias, calcular custos e verificar a real evolução da sinistralidade (e não só!).
6- Ao ter um SGSST, é muito possível que os níveis de sinistralidade diminuam, pelo que aumenta para a organização a Possibilidade de negociação de pacotes de seguros mais atractivos;
7-Os sistemas de gestão de SST obrigam a um envolvimento dos colaboradores, através de acções de sensibilização, formação e informação. Uma melhoria significativa será a abertura de linhas de comunicação entre os diversos sectores, definição de responsabilidades e autoridades dentro da organização e consequentemente uma motivação maior de todos os colaboradores (haverão sempre os velhos do Restelo que pura e simplesmente nunca gostarão muito da ideia!)
Até à próxima!

Algumas fontes utilizadas para este post:
 [1] Saúde e Segurança do Trabalho: Estudo da Capacidade e Desempenho das Empresas e a sua Integração no Negócio . CTCV. Disponível no endereço: http://www.iapmei.pt/resources/download/bbp_estudo_sectorial_sest
[2] “O impacto do sistema QAS nas PME” disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/7967/1/Tese.pdf


Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...