quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Efeitos das vibrações na saúde dos trabalhadores – parte V

Então se as vibrações são assim tão nefastas, quais são as medidas que podemos tomar para fazer um controle deste risco?

Em primeiro lugar, há que se medir, pois há limites legais estabelecidos para este risco.
As vibrações medem-se através de acelerómetros.

Para o sistema mão braço, a legislação(Decreto-Lei nº46/2006) define limites.

Existe o valor acção de exposição (VAE), que é o valor para o qual o empregador deverá tomar medidas para diminuir a exposição do trabalhador a este risco.

Para o sistema mão-braço VAE é de 2,5 m/s2.

O valor limite (VL) são 5 m/s2, ou seja, não é permitido o trabalhador fazer trabalhos que atinjam ou ultrapassem este valor.

Para o corpo inteiro o VAE é de 0,5 m/s2 e o VL é de 1,15 m/s2 .

Não é difícil atingir estes valores. Pela minha experiência de terreno, quase todas as máquinas e equipamentos com mais de 10 anos tendem a ultrapassar estes valores, excepto se tenham tido manutenções periódicas e/ou as próprias tenham sido construídas a pensar neste risco.

Até à próxima.
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...